• Tainá Alves - Dicas rápidas

THIS – THESE – THAT – THOSE


Como usá-los adequadamente

http://www.outsideonline.com.br/pt-br/blog-exb.asp?nt=27

Esta é a hora de tirar as suas dúvidas quanto ao uso destes quatro: this, these, that, those. É válido dizer que podemos chama-los de demonstratives, gramaticalmente falando. É claro e é lógico que vocês não precisam gravar o nome e nem se ater a ele. Mencionei porque só de saber como eles se chamam, já é possível ter uma noção da função deles. Os demonstratives têm a função de demonstrar algo; ou seja, você irá usá-los quando quiser apontar, indicar algo.

Nós, brasileiros, não temos muita dificuldade para compreender os usos deles, pois são bem semelhantes aos usos do português, eu diria que são até mais simples.

Para que você compreenda facilmente, é preciso ter noção de perto, longe, plural e singular. Então, antes de te explicar de fato, gostaria de lhe desafiar a entender esta representação abaixo:

Consegue perceber a distância e a quantidade representada pelos parênteses? Tive a ideia de demonstrar desta forma quando estava dando aula em uma sala que tinha apenas eu, o quadro branco e uma caneta; e os alunos, é claro (risos). E acabou sendo o suficiente para que eles entendessem que usamos o THIS quando queremos demonstrar (apontar, indicar etc.) algo que está perto de nós e o singular. Usamos o THESE para indicar algo que ainda está perto, porém, no plural. O THAT é usado para demonstrar algo que está longe de nós e no singular. E por último, o THOSE é usado para indicar algo que se encontra longe e no plural. UFA! (risos). Se você acha mais prático, também pode associá-los aos pronomes demonstrativos que temos no português: isto, isso, este, esse, esta, aquela etc. São muitos! Mas acredito que você já tenha compreendido.

Para garantir, aqui vão algumas aplicações dos demonstratives:

  • Look at this little bird on my finger!

(Veja este pequeno pássaro no meu dedo!).

  • Look at that little bird on the sky!

(Veja aquele/esse pequeno pássaro no céu!).

Outro contexto:

  • Those are my flip flops, not yours!

(Aqueles são os meus chinelos, não os seus!).

  • I know! These are mine!

(Eu sei! Estes são meus.).

Reparando atentamente, você pode perceber que cada um foi usado em sua determinada função, respeitando a noção de distância e quantidade.

IMPORTANT NOTES:

  • O uso de contractions dos demonstratives com o verb to be não é típico. A não ser pelo THAT’S, pois as outras prováveis combinações não soariam tão naturais a ponto de serem contraídas.

  • Os demonstratives também podem ser usados como adjectives, ou seja, podem aparecer na frase para qualificar algo. Como assim? É bem simples, aparecem na frase para especificar o objeto do qual se fala, para que fique claro que se trata “deste” e não “daquele”.

E.g.: No, no, no! Come back here! That car is my father’s, this one is mine.

(Não, não, não! Volte aqui! Aquele carro é do meu pai, este é o meu.).

Desta forma o serviu para qualificar, diferenciando um carro do outro e especificando qual era de quem.

  • O contexto pode ajudar muito na compreensão do significado do demonstrative, neste caso, é válido fazer uso da linguagem corporal e não somente dizer, mas também apontar para o objeto que se quer demonstrar.

Com certeza você já deve ter visto o THAT sendo usado de outra forma por aí, mas isto é assunto para outro post!

Espero que este post tenha sido esclarecedor para você. Mas caso ainda tenha alguma dúvida, é só deixar sua pergunta aqui embaixo, ok? See you, guys!

#thisthesethatthose #demonstratives #pronouns #pronomesdemonstrativosemingles #dicasdeinglês

249 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo