• Tainá Alves - Gramática

Como começar a estudar inglês sozinho – 7 passos!


Investir nos estudos é um dos melhores investimentos que podemos fazer; uma vez que quando sabemos aproveitar essa oportunidade ganhamos muito mais do que investimos. Porém, algumas pessoas não têm tal oportunidade; então por que não gerar uma oportunidade? Mas a grande verdade, é que além de investimento financeiro, você também deve investir seu tempo e esforços para estudar qualquer idioma. Então, faça uso de tudo isso que você já tem e siga esses passos que vou te contar para começar a estudar sozinho e gerar resultados.

1. Identifique o seu estilo de aprendizado e una-o à gramática

Saber como você aprende os assuntos mais facilmente é fundamental para que você avance e perceba esse progresso. Além disso, aprender de uma forma que seja ideal para nós, nos motiva a continuar por perceber que os assuntos fazem sentido em nossa mente. Cada aprendiz se sai melhor em um ou alguns determinados estilos de aprendizagem; eu por exemplo, aprendo mais assistindo a situações reais ou ao menos baseadas na realidade. Talvez você se saia melhor ouvindo músicas, lendo romances, etc. Pode ser que você já saiba qual seu modo ideal de aprendizado por experiências que já viveu.

Após identificar isso, compreenda que a gramática é essencial e precisa estar presente na sua jornada. Porque conhecer as estruturas gramaticais irá garantir que você consiga se expressar claramente no presente, passado e futuro fazendo uso dos recursos convencionais que a gramática lhe confere, te fazendo compreender e ser compreendido pelos demais falantes do idioma.

2. Eleja 2 ou 3 gramáticas para acompanhar

Ter um livro unicamente de gramática irá lhe dar a segurança de estar aprendendo da maneira correta. Se você ainda não conhece uma gramática confiável para investir e aprender inglês, leia este post (disponível na semana que vem, fique de olho) onde recomendo 5 gramáticas que certamente irão de ajudar. Você pode adquirir o livro físico e aproveitar muito mais dele ou pode procurar uma versão em PDF na internet para consulta. Outro benefício das gramáticas, é que cada assunto é acompanhado de exercícios e gabaritos.

Mas talvez você esteja se perguntando: “Por que preciso de duas ou três gramáticas?” Ter apenas uma será bom, mas ter no mínimo duas é ideal para que você possa ler duas explicações diferentes, com focos e linguagens diferentes também; sem dúvidas, isso irá agregar muito ao seu aprendizado.

3. Obtenha um roteiro de estudos e siga-o

É de extrema importância que você tenha um roteiro para seguir; pois aprender conteúdos soltos, certamente irá impactar seus estudos de forma negativa e fatalmente te desanimar. Você sabia que eu escrevi um e-book completíssimo pensando justamente nisso? Você pode baixar o seu gratuitamente aqui. Saber a ordem dos assuntos que você tem que estudar te ajudará a compreender as matérias que são interdependentes e te dará a segurança de estar no caminho certo.

4. Estabeleça um horário inegociável para estudar

Este horário precisa ser inegociável pois você precisa ter a disciplina que teria se tivesse um professor particular ou uma turma para frequentar. Caso qualquer outro compromisso seja mais relevante que este no horário estipulado para seus estudos, você não conseguirá estudar com consistência, o que irá afetar seu desempenho. Fora o seu tempo de prática, é interessante que você estude no mínimo 3 horas distribuídas na sua semana; 30 minutos por dia ou 1 hora por dia. Faça aquilo que melhor se adequa a sua rotina.

5. Alie-se às redes sociais e motive-se

Você irá encontrar muitas pessoas com o mesmo objetivo que você na internet; sem dúvidas. Além de grupos no facebook ou perfis no instagram como estes aqui (confira em breve) você também encontrará professores, sites, aplicativos que irão somar às suas necessidades. Os grupos e perfis no que unem pessoas com este mesmo propósito irão te manter motivado e seguro de que isso tudo não é uma grande loucura. Os professores, irão te ensinar curiosidades, macetes, dicas, materiais, pronúncias, e até mesmo matérias detalhadas.Nos sites, se confiáveis, você pode tirar dúvidas, ler artigos, praticar e aprender muito com eles. Nos aplicativos também há um mundo de possibilidades, onde cada um com sua função e objetivo pode te ajudar de forma eficaz.

6. Pesquise suas dúvidas em aulas no YouTube

É natural que durante o aprendizado surjam dúvidas diversas; mas não se sinta desamparado por estar estudando sozinho. Sempre que tiver alguma dúvida, você pode recorrer ao YouTube e buscar suas respostas. Fazendo isso, além de sanar suas dúvidas, você aprenderá muito mais do que imagina!

7. Produza

Estudar sozinho não é desculpa para não praticar! Produza textos, diálogos, áudios, listas, e tudo mais que imaginar em inglês para que não fique sem praticar. No e-book que escrevi, também te digo como praticar as quatro habilidades sozinho; já conferiu? Não deixe de conferir, tenho certeza que irei te ajudar muito com os ensinamentos que estão lá.

Talvez sua dúvida neste momento seja: “Mas quem irá corrigir minhas produções? Vou escrever e ninguém irá corrigir para me alertar?” A resposta é, apenas produza e guarde isso para que você mesmo corrija dentro de algum tempo; pois conforme você vai progredindo, seu olhar fica mais atento aos pequenos equívocos que deixou passar um dia.

Quer aprender ainda mais sobre isso? Tenho uma playlist no YouTube com 7 vídeos sobre o assunto! Assista aqui!

#comoestudaringlêssozinho #dicasparaestudaringlês #roteirodeestudosinglês #insights

197 visualizações
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Inglês Compartilhado 2014 - 2020 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS